3 maneiras de encorajar seus filhos




Algumas crianças são naturalmente mais propensas a socializar-se, outras não.


Muitas vezes a criança mais tímida pode ser encontrada sempre junto aos pais e na ausência de um ente de confiança fica mais retraída, sem falar com ninguém.

Elas não se envolvem, dificilmente estabelecem contato visual e ousam dizer qualquer coisa, geralmente se torna difícil entendê-las.


"Ela não é assim em casa", o pai dirá ao professor, pediatra ou pessoa que o (a) filho (a) não reconhecerá.


E assim a criança se retrai, pode ser por pura timidez, na presença de alguém novo ou em uma situação que a deixa desconfortável.

A boa notícia é que a timidez é, na verdade, muito comum nos anos pré-escolares e é, muitas vezes, um comportamento que a criança vai superar à medida que ela se torna mais confiante ao longo do tempo.


No entanto, há coisas que você pode fazer para aumentar sua autoestima e encorajá-la.


Como os pais podem ajudar uma criança que não se socializa naturalmente?


Realizar uma encenação conduzida pela criança, pode ser um recurso muito ilustrativo, para isso faça uso de um fantoche ou boneca (o) pedindo que a seu (a) filho (a) imagine que o objeto está entrando em uma sala de aula.

E pergunta: O que ela faz? O que ela diz?


Depois mude, fazendo o papel da criança e deixe seu pequenino (a) ser o adulto que a ajuda na administração do conflito.

Preste muito atenção ao método que ele (a) usa, isso pode te dar algumas pistas sobre por que seu (a) filho (a) está agindo daquela forma.

Compartilhe sua própria timidez


Fale para seu (a) filho (a) sobre alguma situação que te deixou desconfortável.

Conversem sobre seu nervosismo de como foi a primeira vez que disputou um campeonato de futebol no colégio ou sobre a sua apresentação de sapateado para uma plateia grande.


O que vale aqui é se colocar como protagonista de algo que lhe deixou com o mesmo sentimento de timidez.


Ajude-o (a) a fazer amigos


Fazer amigos não é algo natural para todos, e para algumas crianças pode ser uma a atividade completamente nova, um grande desafio. Então intervenha um pouco. Comece devagar, apresentando o seu (a) filho (a) a alguém da sua idade.

Talvez seja alguém que ele (a) conhece da escola ou até mesmo do condomínio.

Se eles parecem confortáveis ​​juntos e você notar que seu (a) filho (a) está mais à vontade, promova um novo encontro, pode ser numa área comum (parque, praça etc) ou mesmo em sua casa.


À medida que seu (a) filho (a) se sente confortável na presença de outras crianças, é provável que ele (a) leve isso para outros lugares e consigo.


O importante é ter paciência com a situação e agir naturalmente, para que ele também tenha naturalidade de encontrar as próprias soluções.


Gostou da dica? Aproveite para compartilhar este artigo com outros pais.

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

2019 - SuperGeeks Ribeirão Preto