Como criar uma startup?

Da ideia à execução é preciso muita pesquisa e envolvimento dos sócios


Em tradução livre, a palavra startup tem como sinônimo em português iniciar algo, dar um começo.


No mercado, é o nome dado a um grupo de pessoas que trabalham em cima de uma ideia inovadora e que pode vir a gerar lucro, se esta ideia realmente vingar, sendo que trabalham em um ambiente de incerteza, tentando contextualizar o plano de negócios para atender a necessidade de um grupo de pessoas ou empresas.


Os aplicativos brasileiros como MaxMilhas, Elo7 e Enjoei são alguns exemplos de startups que deram certo, resolvendo o problema de pessoas que querem compras e vender milhas para emitir passagens aéreas, comprar e vender artesanato online e comprar e vender roupas, sapatos e acessórios usados.


Como criar uma startup?


O público que geralmente investe em uma empresa deste formato são os jovens. Os motivos são variados, mas entre eles estão o maior conhecimento e vivência com a tecnologia, facilitando não somente a programação, como a criação de uma interface simples de navegar.


Também por exigir baixos investimentos financeiros iniciais, por poder contar com equipe que tenha experiências e conhecimentos diversos e ser um ambiente hostil, em que a incerteza é maior do que o acerto, sendo que o jovem se motiva pela sua meta, sem medo de arriscar e com maior resiliência para alcançar seus objetivos.


A startup começa com a ideia. É necessário responder algumas questões iniciais, como por exemplo: qual problema a solução que será oferecida vai resolver? Qual seria o público de interesse? Como a startup vai ganhar dinheiro com o projeto? Como o projeto poder ser escalável?


A partir de então, o ideal é criar a estrutura para desenvolver essa ideia: será um aplicativo? Um software? Um negócio offline? Uma máquina? Qual estrutura física será necessária para desenvolver essa ideia? Computadores? Internet? Energia elétrica? Qual a equipe vai trabalhar no projeto e que tipo de conhecimentos complementares devem conter neste grupo?


Pesquisar o mercado e onde a startup se encaixaria também é essencial para não criar uma ideia que já tem algo semelhante no mercado ou mesmo uma concorrência de peso. Participar de eventos, ouvir opiniões, buscar especialistas em um tema, estudar, ler matérias e pesquisar sobre empresas que deram certo em um segmento também são caminhos importantes.


Do plano das ideias para as mãos na massa


Terminando o plano das ideias e indo efetivamente ao lado prático da questão, é interessante conhecer entidades que podem ajudar a formatar essa startup, como aceleradoras, incubadoras e associações de classe, que vão mostrar um caminho mais fácil e de apoio aos novos empresários.


Estando fisicamente em um ambiente de inovação, é mais fácil encontrar parceiros e mesmo investidores, que podem enxergar na ideia uma adaptação para ser feita que vai se encaixar na necessidade de determinado negócio.


Dicas valiosas de especialistas


Especialistas do ramo de tecnologia, que tem conhecimento do mercado de startups, são unânimes em algumas questões, dando como dicas aos iniciantes:


1. Ter bons programadores para agilizar os processos e a ideia;


2. Colocar o produto/serviço rápido no mercado para já iniciar os testes;


3. Testar e atuar ao mesmo tempo, realizando ajustes em tempo real. O verdadeiro trocar o pneu do carro em movimento;


4. Identificar os usuários;


5. Pensar em uma grande comunidade que usaria o sistema, não focando em apenas um nicho;


6. Ter o capital financeiro inicial para manter os primeiros meses de funcionamento da nova empresa;


7. Não desperdiçar esse capital. A grande maioria das startups morrem no primeiro ano de atividade por pura falta de habilidade dos sócios em fazerem gestão dos recursos;


8. Ter múltiplos fundadores da empresa com conhecimentos complementares;


9. Dedicação total ao negócio: não vale abrir a empresa e deixar uma equipe desenvolvendo. A ideia é do dono e só ele sabe o caminho a ser percorrido, por isso, precisa estar o tempo todo dedicado à startup.


Enfim, criar um startup de sucesso exige muito esforço. Não necessariamente precisa ter conhecimentos avançados de tecnologia, mas é preciso ter uma ótima ideia, pesquisar qual a melhor forma de executá-la e saber gerenciar bem o negócio, tanto equipe quanto recursos.


Fontes:

https://exame.abril.com.br/pme/como-criar-startups-de-tecnologia/

https://exame.abril.com.br/pme/eu-preciso-entender-de-tecnologia-para-criar-uma-startup/

https://olhardigital.com.br/noticia/oito_segredos_para_montar_uma_nova_empresa_de_tecnologia/19420

https://revistapegn.globo.com/Startups/noticia/2016/02/como-montar-uma-startup-de-sucesso.html

11 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

2019 - SuperGeeks Ribeirão Preto